Segurança do Paciente

A decisão sobre fazer uma Cirurgia Plástica é pessoal. Só você pode decidir se a cirurgia proposta alcançará suas metas e se as complicações e riscos são aceitáveis.
O cirurgião tem a obrigação de explicar-lhe com detalhe os limites anatômicos da cirurgia e os riscos associados ao procedimento cirúrgico. Por esse motivo é necessário sua autorização por escrito no termo de consentimento informado e esclarecido para assegurar um correto entendimento da cirurgia a qual você será submetido.

 

Listamos a seguir alguns pontos importantes para sua segurança ao se submeter a uma Cirurgia Plástica.

 

Sinta-se livre para fazer perguntas. É natural sentir ansiedade, seja pela emoção/entusiasmo do seu novo visual ou pelo estresse pré-operatório.

O Cirurgião escolhido possui título de Especialista em Cirurgia Plástica? No Brasil quem fornece essa Certificação é a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Que outros Cursos e Treinamento o Cirurgião Plástico fez? São relacionados com Cirurgia Plástica?

Quantas cirurgias semelhantes a sua o Cirurgião Plástico fez nos últimos 5 anos?

O Cirurgião Plástico tem convênio com um Hospital para internação de pacientes, caso ocorram imprevistos?

A Clínica onde as Cirurgias Plásticas são realizadas é uma Clínica registrada e fiscalizada pela Vigilância Sanitária?

A Clínica possui equipamentos específicos para atendimento de emergências relacionadas com Cirurgias?

Qual é o prazo de recuperação da Cirurgia Plástica a ser realizada?


O Cirurgião Plástico é um profissional que deve ter todas as qualificações e recursos necessários para oferecer a você o resultado que você busca. Conhecê-lo e confiar em seu trabalho é um importante componente para o sucesso do procedimento cirúrgico escolhido.